Publicidade

Publicidade
16/02/2009 - 16:44

Vai começar o maior espetáculo da Terra

Compartilhe: Twitter

O Brasil é sinônimo de futebol, alegria, praias, belezas naturais e muito mais. Mas não há símbolo maior do país no exterior do que aquela avenida onde belas mulatas sambam com energia de outro mundo no maior Carnaval do planeta. Embora Salvador junte mais gente na Bahia, o carnaval carioca ainda é o mais representativo quando falamos em escolas de samba. Também pudera, com enredos que entraram para a história, nomes como Mangueira, Beija-Flor, Portela e Império Serrano ficaram tão conhecidos país afora como os principais times de futebol.

Quem não lembra do Ratos e urubús larguem minha fantasia que Joãosinho Trinta levou para a avenida com a Beija-Flor de Nilópolis, causando polêmica e furor a ponto de a Igreja proibir a exibição da estátua de Jesus Cristo coberta de lixo? Também marcou época o refrão Explode Coração do samba Peguei um ita no norte, campeão pelo Salgueiro em 1995, tal como o que poderia ser uma previsão do futuro o que a Caprichosos de Pilares cantou em 1985 “Tem bumbum de fora pra chuchu /// Qualquer dia é todo mundo nu“.  

Para 2009 as escolas de samba cariocas já estão prontas e afinadas. Será que teremos alguma música que entrará para a história? Qual será a polêmica da vez? Será uma imagem santa ou um tapa-sexo inexistente? Na próxima semana saberemos, mas você já pode começar a aprender os sambas-enredo cariocas aqui no MusiG. Isso mesmo, o cd com as músicas que farão a Marquês de Sapucaí dançar sem parar já estão disponíveis na loja de música do iG.

Ouça agora todos os sambas-enredo do grupo Especial de 2009 e caia na folia.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

1 comentário para “Vai começar o maior espetáculo da Terra”

  1. VIVA O CARNAVAL! SEM ELE A PANELA DE PRESSÃO EXPLODE!

    Segue abaixo um comentário em forma de samba!

    LIÇÕES DE ARQUITETURA

    ( Lailton Araújo / Luizinho Salvador )

    Calcular a ternura do cenário
    Aproveitar a doçura e o desalento
    Retrair a ressaca do mar enciumado
    Ser mais veloz do que nós, superstição
    Tocar nas verdadeiras ramas da “fulo”
    No sol, na chuva do “casamento da raposa”
    Lavar o cérebro do pequeno locutor
    Naufragar a nau pirata ao sorriso da tua boca

    Quem manda, diz, não cumpre configuração
    Foge do contrato, da adição
    Tem o privilégio de ser um conservador

    Viajar, tocar “CHOPIN” no teclado
    Não justifica o resultado da lição
    Quem o vê, pasma, ruge, mente, foge
    É opereta sem teatro, imitação
    Nesse samba vira musa, sem pintura
    É um barato ver mais uma ilusão
    Flutuar na memória da história
    “A derrota de uma escola na Av. Libertação”

    Quem manda, diz, não cumpre configuração …

    Ariranha, abacaxi, aventureiro
    Não mete medo o reclame matinal
    É necessária armação com vigas fortes
    Seja no Norte, Sudoeste ou onde for
    Novas menções aos padrões de arquitetura
    Concepções, artilharia, mocidade
    Variedades quando houver decepção
    Maturidade, honestidade ou cantarão o tal refrão

    Quem manda, diz, não cumpre configuração …

    Link para a música:
    http://www.youtube.com/watch?v=yw90ldKMdwY

    Abraços.

    Lailton Araújo

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo